Menu Principal

fecha o menu
Experiências exitosas de farmacêuticos no SUS

Notícias do CFF

Complicações da artrite reumatoide podem ser evitadas com diagnóstico e tratamento precoces

Data: 10/07/2019

Sentir as articulações doloridas, ter a sensação de que o corpo está travado ou que a mão não está conseguindo abrir e fechar de forma adequada são sintomas que podem indicar o desenvolvimento da artrite reumatoide. O alerta é do farmacêutico formado pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Hágabo Silva, que dá mais detalhes sobre essa doença crônica de base autoimune. O especialista atua no serviço de gerenciamento da terapia medicamentosa do Ambulatório de Artrite Reumatoide do Hospital das Clínicas da UFMG, e explica que não há cura para essa doença, mas é possível controla-la.

Para isso, é importante buscar um diagnóstico adequado o quanto antes, por causa da janela de oportunidades de tratamento que existe no início da doença. “Ocorre que o sistema imunológico desse paciente vai atacar e destruir tecidos saudáveis do corpo – é um erro do sistema imunológico. Isso leva a inflamação que pode ocorrer em diversas partes do corpo, principalmente nas articulações”, explica o farmacêutico.

Hágabo alerta que o diagnóstico precoce da artrite reumatoide é fundamental porque cerca de 80% dos danos nas articulações vão ocorrer nos dois primeiros anos da doença, então é muito importante o paciente ter esse diagnóstico precoce para que ele consiga prevenir danos graves das articulações e, muitas vezes, danos irreversíveis.

O especialista relata que é muito comum pacientes se queixarem de piora no quadro em períodos de frio, como no inverno. E há uma provável explicação para isso. “Possivelmente, isso se deve ao fato de a matriz óssea e, da própria cartilagem do paciente, ficar mais retraída no período de frio, devido à baixa temperatura, e também de o líquido sinovial, que lubrifica as articulações e que fica entre um osso e outro, esse líquido ficar mais espesso, mais grosso, viscoso, e com isso dificultar a movimentação do paciente. Então, ele fica com aquela sensação de enrijecimento maior”.

Algumas medidas podem ajudar no tratamento em qualquer época do ano, uma delas é deixar de fumar. “É muito importante para esse paciente cessar o tabagismo – já tem diversas pesquisas que mostram que o tabaco aumenta o processo inflamatório, dificulta o controle da artrite reumatoide e o paciente que fuma vai ter os sintomas mais agravados”, adverte Hágapo.

Os cuidados também incluem uma boa alimentação, complementa o farmacêutico. “Buscar uma dieta saudável com consumo de verduras, legumes, optar por proteínas mais magras, como o peixe, por exemplo, gorduras saudáveis como o azeite de oliva extravirgem e castanhas, porque esses alimentos contêm substâncias anti-inflamatórias, que ajudam na redução do processo. E evitar ao máximo produtos processados, industrializados, com alto teor de sódio, de açúcar, pois estas substâncias fazem a inflamação aumentar”.

Ainda de acordo com o especialista, nesse período do ano, as pessoas não praticam tanta atividade física, e isso aumenta a sensação de dor e de limitação de movimentos. E com o avançar da doença, ao longo dos anos, somado à falta de tratamento adequado, é comum que as deformações ósseas se tornem irreversíveis. Mas, com o tratamento adequado, é possível interromper ou diminuir ao máximo o processo inflamatório, daí a importância de se buscar atendimento precoce.

Ouça esta matéria também na Rádio NewsFarma

Fonte: Comunicação do CFF
Autor: Murilo Caldas e Bárbara Micheline

Fotos Relacionadas

TV CFF















Newsletter

Cadastre-se em nossa newsletter para receber notícias direto no seu e-mail



Copyright © 2008 Conselho Federal de Farmácia - CFF. Todos os direitos reservados.

SHIS QI 15 Lote L - Lago Sul / Brasília - DF - Brasil - CEP: 71635-615

Localização

Fone: (61) 3878-8700